O Futuro do Copywriting no Brasil

By on 1 de Janeiro de 2017

Do Escritório de Gustavo Ferreira
Domingo, 01/01/2017, 09:48

 

Caro Amigo,

 

Hoje é um dia especial!

 

Porque é o 1º dia de 2017…

 

E não sei para você, mas para mim já começou PILHADO.

 

Mesmo com todo o espírito festivo, ontem fiquei estudando até 23:56 o trabalho de David Ogilvy…

 

E vou falar mais disso nas próximas semanas

 

Muitas pessoas me perguntam como está e como acho que ficará o copywriting no Brasil…

 

Então decidi que esse é um ótimo tema para começar o ano.
(e se não quiser ler tudo, leia apenas o #4)

 

#1. Mais copywriters no mercado

Cada vez mais o tema “copy” está ficando popular.

Novos copywriters estão entrando no mercado, e devem entrar muitos outros nos próximos anos.

O que isso significa na prática?

Que o mercado ficará tão competitivo quanto qualquer um.

Só que SEMPRE há espaço para bons profissionais.

Por exemplo… o mercado nos EUA é mil vezes mais competitivo que aqui…

E disputo pau a pau alguns trabalhos com outros copywriters de lá.

Aqui será (e já é) a mesma coisa.

Sempre terão novos copywriters, mas os bons sempre terão espaço.

O que nos leva à visão 80/20.

80% dos copywriters disputarão uma fatia de “ganho” de 100 mil reais por ano.

Dos 20% restantes, 80% terão ganhos de 1 milhão de reais por ano.

E dos 4% restantes… apenas 0,8% terão ganhos de 10 milhões de reais por ano.

Ou seja…

Se você quer realmente ganhar dinheiro nesse mundo, você precisa ser BOM.

Como David Ogilvy falava…

“Preferimos a disciplina do conhecimento à anarquia da ignorância”.

 

#2. Novos players (“gurus”) surgirão…

É natural que com o tempo outras pessoas comecem a ensinar sobre copy.

Então surgirão novos players, e apenas você saberá quem é realmente o melhor para você.

E por que “para você”?

Porque eu sou muito direto ao ponto e só me preocupo em ensinar alguma coisa que você vai aproveitar de verdade e vender.

Há outros que adoram enrolar…

Outros que falam abobrinha…

E tenho certeza que há outros bons também que começarão a se destacar.

Procure saber mais sobre cada um, e veja quem entrega mais valor.

Essa é uma boa dica para saber quem você deve escutar.
(e por isso que sempre me comprometo a trazer o máximo de valor para você na CopyCon)

Também prevejo que alguns grandes nomes terão suas imagens arranhadas, mas isso é outra história.

 

#3. Os clientes ficarão mais exigentes

Esse vou ir direto ao ponto…

Agora o bicho vai comer, e, para o bem ou para o mal, muita gente vai quebrar a cara (copywriters e clientes).

Tanto o mercado está evoluindo e as pessoas estão começando a ficar ligadas em falsas promessas…

Como os clientes saberão diferenciar um bom trabalho de um mal trabalho com base em algo muito simples…

Vendas.

Fico MUITO feliz quando chega um novo cliente falando que não quer fazer “lançamentos”.

Porque já falei que são o pior modelo de negócios. Lançamentos são uma técnica, não uma estratégia.

Há duas semanas estava desenhando um funil de vendas junto com um cliente e no final ele disse…

“Nossa, mas é tanta coisa assim?”

Então respondi…

“Esse é um trabalho completo e que vai gerar resultados de verdade. ESSE é meu trabalho.”
(após duras penas ele entendeu porque não gosto de lançamentos 🙂

Os copywriters precisarão ficar cada vez melhores se quiserem se manter no mercado.

E por último e mais importante…

 

#4. Tudo mudará…

Sim, é isso mesmo.

Tudo mudará.

Já é previsto que daqui uns 10 anos a inteligência artificial será capaz de criar cartas de vendas.

Novas mídias surgirão (e-mail continua firme e forte, mas WhatsApp, Messenger, e tantas outras coisas que ainda não foram criadas, tomarão o mundo).

O mais importante é você decidir qual será o SEU papel diante de todas essas mudanças.

Há um risco enorme em surfar a crista de uma onda que ninguém sabe onde dará…

Mas há um risco enorme de ficar para trás.

Independente do que você faz ou fará, esteja aberto para o novo e para a mudança.

Porque as coisas VÃO mudar.

 

Lição de casa
(achou que ia ficar sem só porque é o primeiro dia do ano? nada disso!)

 

Comprometa-se em melhorar 1% por semana uma habilidade sua

 

No meu caso, esse compromisso é com copywriting.

 

Se você fizer isso a sério, daqui 1 ano você estará pelo menos 66% melhor do que hoje.

 

Daqui 2 anos, estará 181% melhor.

 

Acredite, vale a pena.
(estou há pelo menos 3 anos seguindo isso à risca com copy. Por isso estou me tornando um monstrinho manipulador de pessoas *mua-ha-ha*)

 

À Sua Riqueza e Felicidade!

 

Gustavo Ferreira

PS: ah, e feliz 2017 o c****e, vamos vender, p*rra!

About Gustavo Ferreira - Copywriter Profissional

Empresário, copywriter profissional e consultor estratégico de negócios.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *