Quanto vale o seu dia?

By on 24 de Janeiro de 2017

Do Escritório de Gustavo Ferreira
Terça-Feira, 24/01/2017

 

Caro Amigo,

 

Hoje é um dia especial!

 

Porque é o 2º dia seguido que acordo as 5h 🙂

 

Já meditei, fiz exercícios, fiz uma Live no grupo fechado do Elite, escrevi um e-mail para um cliente, e ainda são 8h!

 

Não vou trazer aqui o “lenga lenga” de “produtividade” que provavelmente tomou conta da sua caixa de e-mails desde o fim do ano passado.

 

Apesar que sugiro você criar uma rotina de alta produtividade (por exemplo, trabalho em intervalos de 25 minutos)…

 

Quero trazer uma abordagem diferente.

 

Quero saber…

 

Quanto vale o seu dia?

 

Por exemplo…

 

Nós podemos classificar as tarefas do dia a dia em 4 grupos:

 

1. Administrativas

 

Tarefas rotineiras de controle de pagamentos, fornecedores, ferramentas, custos com anúncios, equipe, etc…

 

Você poderia até colocar aqui geração de relatórios de métricas de desempenho.

 

Veja que essas são tarefas que ocupam muito tempo…

 

E para muitas delas você também não precisa de um phd.

 

2. Trabalho

 

Essas são tarefas ligadas ao trabalho diretamente. Por exemplo…

 

No meu caso, escrever cartas de vendas e e-mails são minhas tarefas rotineiras de trabalho.

 

Rever e criar a copy de anúncios, também.

 

Há outras tarefas “satélite”… como falar por telefone/skype/whatsApp com clientes…

 

Veja que mesmo isso sendo importante, o valor relativo de uma conversa no Skype é menor do que um e-mail.

 

Porque 30 minutos no telefone não gera dinheiro “na hora”, um e-mail sim 😉

 

Suporte ao cliente pode entrar tanto como uma tarefa administrativa quanto de trabalho.

 

3. Gestão

 

Aqui entram atividades de gestão de projetos, prazos, pessoas e produtos/serviços.

 

Se você não gerenciar o tempo e as pessoas, está com sérios problemas.

 

Como essa atividade envolve lidar com pessoas (na maioria das vezes), já começa a se tornar uma atividade mais complexa.

 

4. Estratégia

 

Por último, temos as atividades estratégicas.

 

Essas são as melhores, porque exigem que você pense.

 

Tenho um planejamento estratégico de 3 anos, 1 ano e 3 meses.

 

Para alcançar meus objetivos, tracei uma grande estratégia, e várias “mini estratégias” para dar um passo de cada vez.

 

Agora…

 

Liste as tarefas que você faz no seu dia a dia.

 

Por exemplo…

 

Meu dia a dia é…

 

  • Criar copys (e-mails, cartas de vendas e anúncios)…
  • Dar suporte (por e-mail e Facebook)…
  • Acompanhar as métricas e tomar decisões…

 

Claro, há dias que faço mais, há dias que faço menos.

 

Mas depois que você listar suas tarefas…

 

Dê um valor $ para elas.

 

Você pode dar um valor de R$ 5, R$ 10, R$ 20, R$ 50, R$ 100 e R$ 500 para cada tarefa que você faz.

 

Um exemplo prático…

 

Dar suporte (por e-mail e Facebook), é uma tarefa que precifico como de R$ 10.

 

Acompanhar as métricas e tomar decisões, precifico como R$ 50.
(detalhe importante: coletar os dados, é uma tarefa de R$ 5)

 

As copys tem valores distintos, mas são anúncios (R$ 50), e-mails (R$ 100) e cartas de vendas R$ 500).

 

Meu dia típico tem um “valor” de R$ 260.
(contei 2 tarefas de e-mails porque escrevo MUITOS, e em média escrevo 2 a 4 cartas de vendas por mês)

 

Então você tem suas tarefas…

 

E um valor para cada uma delas.

 

O próximo passo é…

 

Parar de fazer tarefas de baixo valor

 

Sim, é isso mesmo.

 

Dei o exemplo de coletar dados para gerar relatórios. É uma tarefa parte delegada (outra pessoa faz) e parte automatizada (uma ferramenta está automatizando esse processo).

 

Suporte ao cliente ainda não consegui delegar, mas está na fila.

 

Praticamente todas as tarefas administrativas estão delegadas para outra pessoa, e não me preocupo com isso.

 

Acompanhar a “conta” de cada cliente de copy, também é uma tarefa parcialmente delegada.

 

Até mesmo meu trabalho de copy consigo criar um pequeno sistema, e alguns e-mails já saem escritos sem esforço.

 

Todos os dias analise qual foi o valor do seu dia.

 

Se você faz tarefas de baixo valor agregado, está na hora de delegar…

 

No médio e longo prazo, o que você acha que vai gerar mais resultados para você?

 

Dias que “valem” R$ 50, ou dias que “valem” R$ 500?

 

Lição de casa

 

1. Liste todas as tarefas que você faz…

2. Dê um valor para cada uma delas…

3. Veja quais tarefas você pode delegar para fazer tarefas de maior valor agregado.

 

À Sua Riqueza e Felicidade!

 

Gustavo Ferreira

About Gustavo Ferreira - Copywriter Profissional

Empresário, copywriter profissional e consultor estratégico de negócios.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *