Como Meu Negócio Cresceu do Zero a R$ 12.332 Por Mês em 7 Meses

By on 21 de março de 2016

Caro Amigo,

Hoje vou compartilhar com você exatamente tudo que aconteceu com a CopyCon e como ela vem evoluindo para sair do zero… a um negócio que em 7 meses está gerando mais de R$ 10 mil de faturamento, e crescendo.

ATENÇÃO: Este estudo de caso faz parte do grupo fechado das Cartas de Ouro Para Empresários.
Este estudo é o mesmo passo a passo que ensino para você em cada uma das Cartas.
Acesse o grupo para receber TODAS as Cartas, mais estudos de caso e dezenas de outros materiais que já estão disponíveis.

Este estudo de caso será constantemente atualizado…

Um pouco de história

Tudo começou em 2014, logo após um curso ao vivo que participei com o Rafael Albertoni. Ele deu uma pilhada em mim, e saí de lá decidido a fazer a 1ª CopyCon, a 1ª Conferência Online de Copywrite do Brasil.

No fim, em 45 dias fizemos o congresso, não tivemos lucro, apenas empatamos o investimento, mas eu sabia que tinha algo forte em mãos.

Porém… como fechei uma parceria que me tomou muito mais tempo do que imaginei, fiquei até Maio de 2015 sem fazer absolutamente nada com a CopyCon.

O parceiro que desenvolvi o trabalho também optou por não dar continuidade…

Então, o primeiro erro que cometi: fiz exatamente o que tanto criticava outros produtores. Fiz um lançamento e… sumi.

Nunca mais mandei um “oi” para a lista que construí.

Como já estava planejando finalizar a parceria que estava, comecei a fazer o mesmo passo a passo que compartilho com você.

A única vantagem é que eu já tinha construído com o congresso uma lista de quase 2 mil pessoas, e isso fez total diferença.

Maio-Junho/2015

Como meu parceiro na CopyCon havia mandado alguns e-mails para a lista nesse período, pedi para ele enviar um novo e-mail pedindo para as pessoas responderem uma pesquisa.

A pergunta que fiz foi: “Qual seu maior desafio em marketing e copywriting?”

Obtive quase 20 respostas e todas elas giravam em torno de um mesmo assunto: posicionar o negócio, atrair tráfego e converter.

Então fiz um movimento bem simples:

Criei três e-mails com um storytelling forte… e no “PS” escrevi: “estou preparando uma surpresa. Clique aqui para entrar na lista preferencial.”

54 pessoas entraram para a lista preferencial… e então decidi colocar à prova se o que eu identifiquei na pesquisa era real.

Como eu não tive tempo de montar uma carta de vendas direito, fiz o seguinte:

  • Dei três aulas ao vivo, abertas.
  • Para ter acesso ao replay e a vários outros bônus, inclusive minha ajuda pessoal, teria que pagar R$ 497.
  • Quem estava na lista preferencial, teve um preço de R$ 297 por um tempo limitado.

Conclusão… ao todo cerca de 80 pessoas viram a oferta… e 2 compraram.

Na época estava chamando o curso de Triângulo Tático de Resultados.

E fiz neste modelo de aulas ao vivo e abertas por dois motivos:

  1. Eu não tinha certeza se tinha identificado a demanda correta, então fui colhendo feedback;
  2. Eu estava “enferrujado” e com medo de lançamentos 🙂
    (afinal, tinha acabado de terminar um que não tinha vendido nada)

O que é importante você perceber aqui é: eu não tinha certeza do que estava fazendo.

Eu tinha um “cheiro” do caminho.

E estava morrendo de medo.

Mesmo assim… peguei e fiz.

Foi mega improvisado. Eu criei as aulas e a própria carta de vendas um dia antes de começar…

Mas… deu certo.

Porque eu colhi feedback. Fui identificando as necessidades.

E em Junho/2015, tive meu primeiro faturamento oficial de 800 reais com a CopyCon.

ATENÇÃO: Este estudo de caso faz parte do grupo fechado das Cartas de Ouro Para Empresários.
Este estudo é o mesmo passo a passo que ensino para você em cada uma das Cartas.
Acesse o grupo para receber TODAS as Cartas, mais estudos de caso e dezenas de outros materiais que já estão disponíveis.

Julho/2015

Bem, se nesse primeiro mês consegui esta proeza… em Julho eu não tinha ideia nenhuma do que fazer.

E também estava sem tempo nenhum para pensar.

E neste mês eu não faturei nada porque não apresentei nenhuma oferta para a lista.

Parece óbvio, não é? Mas se você está reclamando que não está faturando, pense nisso: você está apresentando alguma oferta?

Mas foi bom porque mesmo ainda sem tempo, ainda tinha minhas viagens de metrô para pensar bastante.

E como não estava com tempo para preparar materiais… eu passei a perguntar para a lista quais dúvidas eles tinham.

E o meu relacionamento com a lista se tornou a própria resposta das perguntas deles.
(que é algo que preciso retomar…)

Mas o que foi mais interessante aqui é: as perguntas feitas… eram basicamente sobre os mesmos temas que levantei na minha pesquisa inicial.

E tudo girava em torno de três categorias principais: estratégia de negócios, atração de tráfego e conversão.

Consegue identificar um padrão?

Pois é, eu identifiquei…

E enquanto me relacionava com a lista, comecei a montar o que hoje são as Cartas de Ouro Para Empresários.

Afinal, são três coisas que domino.

Estratégias de negócios, atração de tráfego pago e orgânico, e conversão (usando basicamente técnicas de copywriting).

Porém, preste atenção nisso. Minha maior área de domínio na verdade é… encontrar oportunidades estratégicas.

E é este o posicionamento que assumo.

E foi neste mês de Julho que comecei a fazer posts no blog otimizados para SEO… que já estão me posicionando nas primeiras páginas para várias palavras-chave.

Nada mal para um começo, não é?

Mas… falta o dinheiro.

Agosto/2015

Eu ainda estava formatando a ideia das Cartas de Ouro (na verdade estava me matando para criar a carta de vendas).

E surgiu a oportunidade de participar do concurso do Next Level Mastermind, o mastermind do Ryan Levesque que faço parte, que iria dar prêmios em produtos ou dinheiro de acordo com o ranking.

Foi minha primeira oferta de um produto afiliado.

Eu não tinha ideia de qual seria a resposta, afinal, é um grupo em inglês, e é pesado pagar 97 dólares todos os meses.

Mas mesmo assim… consegui faturar 250 dólares com esta “brincadeira”.

Esta foi, na verdade, a primeira oferta “hard sell” que fiz para a lista. Eu não gosto de ficar repetindo várias vezes a mesma coisa.

Mas… funcionou.

E o impacto não foi tão grande.

Claro, algumas pessoas me xingaram, mas faz parte. O importante é que voltei a “pegar no tranco”. Estava ficando empolgado novamente.

Isso foi no começo de Agosto.

E depois de semanas e semanas escrevendo a carta de vendas… decidi fazer o lançamento das Cartas de Ouro por R$ 9,95.

Tive um resultado melhor do que o esperado, mesmo tendo sido pequeno.

De 75 pessoas que viram a oferta, 6 viraram clientes.

Eu fiquei bem feliz.

E pensei o seguinte: “ok, vi que tem bastante gente interessada… então vou fazer um trial de 10 dias.”

E fiz.

Pareceu ótimo. Pensei que ia arrebentar de vender, porque de 120 pessoas, 30 se inscreveram para o trial.

Mas… não tive nenhuma venda.

Completamente frustrante.

E o pior de tudo é que não consegui identificar direito o porque.

Apenas uma pessoa me disse o seguinte: “Gustavo, é muita informação. É muito bom, muito poderoso. Mas preciso de algo que me dê mais suporte, e não é isso que você está oferecendo que busco agora para mim. Preciso de algo mais simples.”

Não consegui vender para esse pessoal… e fiquei decepcionado e desanimado.

Mas… bola para a frente.

Setembro/2015

Com o feedback final decidi dar vida ao grupo no Facebook das Cartas de Ouro.

É trabalhoso e é algo que por mais simples que seja, me toma tempo e atenção, porque fico sempre preocupado com o que está ocorrendo por lá.

E quando o grupo crescer, dará muito mais trabalho para administrar.

Mas estava precisando disso.

Neste mês comecei a escrever o livro Copywriting: Palavras Que Vendem Milhões. E na verdade não era o livro.

Veja, vender “de primeira” uma área de assinaturas, mesmo sendo R$ 9,95, é difícil. É uma das vendas mais difíceis de se fazer.

Então decidi criar um produto de entrada que seria a “Biblioteca de Copywrite”. Só que o material ficou tão grande… mas tão grande… mas tão grande (você entendeu, né?)…

Que decidi transformar em um livro. Aliás, no primeiro livro de copywriting do Brasil.
(até descobri que já tinha um livro Kindle publicado na Amazon, mas pelo que vi é péssimo)

Então… primeiro oferecei o livro para um grupo de 30 pessoas e tive 7 vendas.

Por que fiz isso?

Porque precisava saber o que estava faltando!

E se você já entendeu… eu perguntei o que eles gostaram ou não… e criei o restante do livro!

Não fiz essas vendas por dinheiro. Fiz porque precisava de feedback, simples assim.

E em setembro também adquiri uma nova ferramenta que permite o desenho e a análise de cenários de funis de vendas de forma muito fácil. É sério, depois que penso, crio em 5 minutos vários cenários de cálculo!

Porém… precisava fazer com que essa ferramenta se pagasse… afinal, paguei 300 dólares nela.

Então, o que fiz?

Bem ao estilo completamente improvisado…

Criei três publicações no blog sobre… funil de vendas.

E… somente para quem viu alguma das publicações… fiz a oferta de desenhar um funil de vendas personalizado.

(e obviamente criei uma página de vendas muito mal feita porque também não estava com tempo)

O resultado? De 54 pessoas, 1 pagou 500 reais. Oferta validada.

Chute a gol 😀

Na verdade, esse pagamento só veio no mês seguinte, então vamos para Outubro de uma vez!

ATENÇÃO: Este estudo de caso faz parte do grupo fechado das Cartas de Ouro Para Empresários.
Este estudo é o mesmo passo a passo que ensino para você em cada uma das Cartas.
Acesse o grupo para receber TODAS as Cartas, mais estudos de caso e dezenas de outros materiais que já estão disponíveis.

Outubro / 2015

Bem, em setembro tive um faturamento mais baixo porque tive apenas as mensalidades recorrentes das Cartas de Ouro Para Empresários, e um pouco menos de 100 reais da pré-pré-venda que fiz do livro.

Mas… em Outubro decidi arrebentar.

Antes de falar do livro, vou terminar a história do funil.

Eu validei a oferta porque houveram três interessados e 1 fechamento efetivo.

E agora eu tenho capacidade para escalar esta oferta.

Farei mais alguns testes para validar definitivamente a oferta… mas o meu movimento, literalmente, foi o seguinte: se alguém comprar eu vejo o que faço.

O próximo passo para o ano que vem é colocar esta oferta no modo automático… e colocar a criação do funil em si como uma oferta de valor bem mais alto…

Mas… lembre que eu sempre priorizo o foco. E só fiz essa ação meio torta porque precisava fazer a ferramenta se pagar.
(inclusive ela facilitou fechar um contrato de quase 10 mil reais)

Então esta é uma ação que continuará no ano que vem (2016).

E nesse mês, fiz o pré-lançamento oficial do livro.

Como já tinha tido o feedback inicial e estava confiante (apesar que até agora continuo morrendo de medo disso), selecionei 380 pessoas da minha lista que estavam mais atuantes… e fiz a oferta.

39 vendas do livro por R$ 27. 2 upsells imediatos para as Cartas de Ouro.

Mais o faturamento recorrente das Cartas de Ouro… mais o pagamento efetivo do funil de R$ 500… gerou quase 2 mil reais de faturamento… e no momento que escrevo este estudo de caso o mês ainda nem acabou.

Novembro-Dezembro/2015

Nestes meses havia planejado duas coisas:

  1. Ter meu livro impresso…
  2. Fazer o primeiro evento ao vivo das Cartas de Ouro…

Porém…

Deu tudo errado.

E falo isso abertamente.

Primeiro…

Ter um livro é um trabalho do cão. Mesmo com a Amazon facilitando o trabalho pelo CreateSpace, ainda havia uma série de detalhes que não estavam funcionando.

Muitos detalhes.

E mais… ainda não estava certo da versão final do livro ser o que estava publicado.

Então decidi postergar essa parte apenas para Março/2016… (já chego lá!).

Decidi também que era hora de ter o primeiro evento ao vivo das Cartas de Ouro.

O que fiz foi simples…

Planejei o que teria no evento e divulguei para os membros o evento, com uma taxa simbólica para cobrir custos.

Bom, aprendi que preciso ser MUITO prático.

O quórum para participar do evento foi MUITO baixo. Nem 3 pessoas confirmaram.

Alguns pela distância, deslocamento, hospedagem… Para outros, até a taxa simbólica ficou pesada…

Portanto…

Cancelei o evento.

Fiquei MUITO triste…

E decidi que esperaria um pouco mais para fazer esse evento. Ele acontecerá.

Porém, em uma outra configuração do que havia planejado inicialmente.

Como estava atrapalhado, tanto com a CopyCon quanto com novos projetos surgindo, Novembro foi um mês que não fiz nada.

Isso foi um grande erro…

Porque apostei todas as minhas fichas na Black Friday.

Esperava talvez uns R$ 5.000 de faturamento…

Ainda bem que não dependo apenas disso para sobreviver…

Porque minha Black Friday foi um fiasco 🙂

A vantagem é que plantei 32 árvores (foi a promoção que fiz).

E em dezembro decidi que ia fazer diferente. Não podia acontecer outro fiasco.

Porém, veja que interessante.

Mesmo com o “fiasco” de Novembro…

Foi um mês que faturei quase R$ 3.000.

Ou seja, como minha base estava sólida…

Mesmo um tiro errado deu certo 😉

O que nos leva a Dezembro…

Também foi um mês “parado”…

O faturamento em si também foi próximo de R$ 3.000…

Mas o mais importante…

É que passei o mês inteiro me preparando para um novo projeto em Janeiro…

E fiz algo muito simples.

Apenas perguntei para minha lista o que ela queria saber.

E obtive dezenas de respostas pedindo mais sobre e-mail marketing.

E fiz mais uma pesquisa… perguntando exatamente o que queriam saber sobre e-mail marketing.

Sim, fiz duas pesquisas no mesmo mês.

O resultado?

Nós vemos em Janeiro 🙂

ATENÇÃO: Este estudo de caso faz parte do grupo fechado das Cartas de Ouro Para Empresários.
Este estudo é o mesmo passo a passo que ensino para você em cada uma das Cartas.
Acesse o grupo para receber TODAS as Cartas, mais estudos de caso e dezenas de outros materiais que já estão disponíveis.

Janeiro-Março/2016

Boooom!

Simplesmente isso. 🙂

Quando falo que você precisa criar AÇÃO MASSIVA…

Falo sério.

Durante minhas “férias” de Ano Novo, preparei o mini curso gratuito de e-mail marketing…

Porém, em paralelo, houve um lançamento do Rafael Albertoni do curso dele de copywrite…

E com isso tive quase 3 vezes mais clientes comprando meu livro na Amazon que o normal. Naturalmente também tive mais clientes entrando para as Cartas…

A ordem das coisas foi simples:

  1. Criei uma lista separada de 140 leads…
  2. Enviei o mini curso gratuito…
  3. Vendi 5 vagas de R$ 897 para o curso oficial que começaria em Fevereiro.

Outro detalhe interessante é que por conta de um dos e-mails do mini curso gratuito de e-mail, algumas pessoas AMARAM o conteúdo…

E começaram a divulgar meu trabalho.

Ou seja, em Janeiro foi um mês completamente atípico porque tive uma divulgação espontânea massiva…

Se eu não tivesse feito mais nada, meu faturamento em Janeiro teria sido aproximadamente R$ 3.500…

Porém, somente com o curso Email Marketing ELITE que criei, com esses 140 leads iniciais, tive um faturamento adicional de quase R$ 5.000…

O plano inicial era…

  1. Criar o curso de E-mail Marketing ao vivo…
  2. Entregar em Fevereiro…
  3. Relançar em Março.

Mas…

Decidi relançar em Fevereiro.

SEM estar com o curso pronto.

O que fiz?

Simplesmente abri para todo o restante da minha lista a MESMA comunicação de vendas, porém em pré-venda de R$ 497.

Porém, como sou malandro, fiz algo interessante…

Testei 3 novas abordagens de vendas.

Sim, criei 3 sequências de vendas diferentes e vi o que ia funcionar melhor.

Resumindo…

Ao todo, apenas com o curso de e-mail marketing, faturei R$ 13.500 em 40 dias…

E…

Coloquei TUDO para rodar no automático em Março.

E como ainda estou no mês de Março… 🙂

Ainda não tenho o faturamento fechado, mas a estimativa é que ultrapasse NOVAMENTE a marca de R$ 12.000…

E o brinde…

É que todo esse trabalho me abriu novas portas…

Além do faturamento “automático” de clientes recorrentes, e novos clientes entrando no funil e passando por TODA a minha comunicação automática de vendas…

Também consegui novos contratos de consultoria.

Contratos grandes.

Ou seja…

Estou trabalhando como um louco…

Mas é o preço do sucesso.

O brinde é que estou sendo bem pago por isso 😉

Por isso, quando falamos de sucesso, várias vezes apenas pergunto se você está disposto a pagar o preço.

Porque o sucesso vem.

Se você estiver disposto a pagar o preço por isso.

Passei por meses de MUITO trabalho…

E ainda tem mais meses vindo…

Mas, até o momento, estou projetando alcançar a casa de 6 dígitos até Julho/2016.

Vai dar certo?

Vai. 🙂

Os próximos passos são:

  1. Finalizar o ajuste do “funil monstro” com todos os detalhes de segmentação da comunicação…
  2. Preparar um novo curso de copywriting…
  3. Enviar tráfego a rodo para o funil…
  4. Preparar um novo evento ao vivo para as Cartas de Ouro.

Por que “enviar tráfego a rodo”?

Porque como já estou com tudo no automático…

Minha previsão atual é que alcançarei quase R$ 50 mil reais de faturamento investindo aproximadamente R$ 15 mil reais…

Agora é testar pra ver se isso é verdade 🙂

Em breve, novas atualizações!

À Sua Riqueza e Felicidade!

Gustavo Ferreira

ATENÇÃO: Este estudo de caso faz parte do grupo fechado das Cartas de Ouro Para Empresários.
Este estudo é o mesmo passo a passo que ensino para você em cada uma das Cartas.
Acesse o grupo para receber TODAS as Cartas, mais estudos de caso e dezenas de outros materiais que já estão disponíveis.

About Gustavo Ferreira - Copywriter Profissional

Empresário, copywriter profissional e consultor estratégico de negócios.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *