Técnica de Copywriting de 1937

By on 5 de novembro de 2015

Do Escritório de Gustavo Ferreira
Quinta-Feira – 05/11/2015

Caro Amigo,

Hoje é um dia especial!

Porque na semana que vem… você receberá algumas coisas incríveis que estou preparando para você! 🙂
(e estou tão corrido que quase não consigo escrever isso para você)

Hoje confesso que é um post mais curto, mas… é uma técnica de copywriting fundamental, de 1937…

E que se você quer escrever cartas de vendas matadoras… então você precisa conhecê-la.

Você já sabe que sou grande admirador de Gary Halbert e que ele provavelmente é o maior copywriter que já tivemos até hoje.

Porém, ele também teve seus professores. E um deles foi Robert Collier.Copywriting, técnica de copywriting, copywriting livro, livro sobre copywriting, copywriter profissional
(e aposto que Aristóteles também)

Veja, ao longo do tempo o mundo mudou.

Antes, a regra era envio de comunicações diretas pelo correio…

Hoje temos tanto comunicação de massa (rádio, televisão), quanto dezenas de mídias sociais, além do próprio e-mail marketing.

Apesar de toda a variação de mídias, o conceito, a base fundamental da comunicação persuasiva é a mesma.

Você precisa entrar na mente do seu cliente.

E não sou eu quem fala. Não foi Gary Halbert. Nem Eugene Schwartz. O primeiro que tenho notícia que falou isso foi justamente Robert Collier.

Principalmente com as mídias sociais, se você simplesmente mostra um anúncio de vendas SEM que o seu cliente tenha VOCÊ na mente dele, seu anúncio será um tiro no pé.

Existem “níveis” de atenção… Nós já temos propagandas demais, e por isso nós aprendemos a não dar atenção a anúncios.

Admita, você realmente presta atenção em posts patrocinados que você sabe que está na cara que vão te vender algo?

Não.

A não ser é claro… que o anunciante já esteja na sua mente.

E como ele faz isso? Ou melhor, como VOCÊ pode fazer isso?

Dentro das redes sociais, as pessoas estão mais “preocupadas” com selfies e gatinhos fofos.

Então você pode criar um conteúdo (sem pitch de vendas), que as pessoas queiram ver e compartilhar.
(esse gatinho lindo não chamou sua atenção? 🙂 )

copywriting, copywriting para vendas, copywriting para anuncios, livro copywriting

É assim que você entra na mente do seu cliente.

E é uma estratégia de marketing de longo prazo.

Porque você começa a tornar seu cliente cada vez mais consciente de um problema que ele tem… e VOCÊ se torna referência para ele.

Por isso você precisa sempre fazer follow-up com seu cliente. Você precisa seguí-lo. Mandar 3, 5, 10 cartas (ou e-mails).

Porque ele se tornará consciente. E VOCÊ será a pessoa que ele irá atrás.

É uma técnica de copywriting antiga… e com aplicação totalmente prática hoje em dia.

Aliás, a forma mais fácil de você usar isso com as mídias sociais é usando remarketing.

Porque as pessoas já terão sido impactadas por você… e você volta a aparecer tornando-as cada vez mais conscientes do que enfrentam.

Simples, não é mesmo? Como sempre, o segredo está na simplicidade.

Gostou? Deixe seu comentário!

À Sua Riqueza e Felicidade!

Gustavo Ferreira

About Gustavo Ferreira - Copywriter Profissional

Empresário, copywriter profissional e consultor estratégico de negócios.

4 Comments

      Leave a Reply

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *