CopyWrite: 5 Passos Para Começar

By on 10 de junho de 2015
copywrite introducao

Tenho duas características muito interessantes que geralmente dão bons resultados.

A primeira é que adoro estudar. A segunda é que mergulho de cabeça quando estou estudando algo.

O que leva a esse artigo, simples… e poderoso.

Quem me ensinou as principais técnicas de copywrite, quem me deu a base, foi o Rafael Albertoni, que considero um dos melhores copywriters do Brasil.

Porém, mesmo com toda essa base fortíssima, senti que precisava ir mais fundo.

E foi então que me deparei com o melhor copywriter do mundo.

Se você domina inglês,  recomendo fortemente você ler as cartas do Gary Halbert, é impagável o que você vai aprender.

E justamente em uma das cartas dele, encontrei isso que quero compartilhar com você agora:

Como começar com copywrite?

Para começar, deixe as técnicas de copywriting de lado por um instante.

O fundamental para uma boa carta de vendas é o seguinte:

Boa parte do tempo você simplesmente vende dizendo o que precisa dizer.

E pelo menos 50% do sucesso de uma carta de vendas vem da preparação.

Invista tempo nessa preparação. Acredite, é importante.

Às vezes fico quase um dia inteiro para escrever um único anúncio.

Se fosse simples escrever uma carta de vendas, não se cobrariam valores aparentemente tão altos.

Para você começar (e começar bem!) siga esses cinco passos… e você terá uma poderosa ferramenta de vendas nas mãos.

1º Passo: Escreva todos os fatos possíveis sobre seu produto/serviço em uma lista confidencial

Escreva no mínimo 5 páginas com todos os fatos do seu produto ou serviço.

O que é um fato?

Se você está vendendo um carro, podem existir alguns fatos:

  • É um carro.
  • Vermelho.
  • Banco de couro.
  • Sem rádio.
  • Motor 1.0.
  • Ano 2010…

E escreva tudo que puder. Sim, é trabalhoso.

Porém, isso que fará a diferença quando você começar a escrever.

2º Passo: Para cada fato, escreva o benefício

Você já fez sua lista de fatos? O fato é que o carro é vermelho, por exemplo.

O benefício pode ser: chama a atenção das mulheres. Ou reforça sua personalidade descolada.

E mesmo se um fato não for tão bom, como não ter rádio e ser um carro velho, podem surgir benefícios inusitados.

O carro não ter rádio é bom porque você pode se concentrar na direção e pensar na vida enquanto dirige sem distrações adicionais.

E um carro velho, se você deixar ao lado de um carro novo em uma rua escura à noite, a chance do seu carro continuar lá no dia seguinte é muito maior.

Você precisa vender o sonho, e essa lista de benefícios serve para isso. Vender o sonho, a ideia é o objetivo do copywrite.

3º Passo: Escreva sua oferta da forma mais simples possível

De forma simples e direta: qual sua oferta?

Alguns exemplos…

Você vende um carro?
Vendo o carro com financiamento próprio, dou os três primeiros tanques e você ainda tem uma semana para decidir se quer ou não continuar com o carro.

Você vende um curso? Um curso e acesso vitalício em uma comunidade.

B2B? Serviço para sua empresa com consultoria personalizada, 3 meses com valor de parcela diferenciado e cancelamento sem multa.

Simplifique… e apenas diga qual a sua oferta.

4o Passo: Esqueça

Esses três são os passos fundamentais:

  1. Fatos
  2. Benefícios
  3. Oferta

E o quarto passo é talvez o mais importante do processo de escrita de uma carta de vendas…

Esqueça essa lista e sua oferta.

Coloque em uma gaveta, e deixe tudo quieto por pelo menos dois dias.

Algumas vezes deixo esquecido por até uma ou duas semanas.

Esse processo é importante porque seu subconsciente processa tudo que você escreveu

E quando você retoma, você está no quinto passo:

5º Passo: Revise tudo

Identifque em tudo que você escreveu:

  1. Quais fatos e benefícios são bons e relevantes para manter, e quais descartar.

Por isso essa lista deve ser confidencial. Porque você pode precisar descartar fatos que outros julgam importantes e que na verdade não são relevantes.

  1. Se sua oferta está boa de verdade.

Várias vezes você irá se deparar com isso. Perdi a conta de quantas vezes joguei chamadas no lixo porque estavam ruins quando lidas uma seguna vez.

Faça essa revisão de forma honesta, e tenha certeza que é um ótimo primeiro passo.

“Ok, e minha carta de vendas?”

Que bom que você perguntou 🙂

Aqui ainda estamos na fase de preparação.

E perceba que mesmo você ainda não tendo escrito uma única linha de copy…

Todo o processo ficará muito mais fácil quando você começar de facto.

Gostou desse artigo? Então compartilhe agora com seus amigos!

Bônus Gratuito: Clique aqui para descobrir o Erro #1 da Sua Carta de Vendas Que Te Impede de Realizar Mais Vendas Hoje

About Gustavo Ferreira - Copywriter Profissional

Empresário, copywriter profissional e consultor estratégico de negócios.

4 Comments

  1. Afonso Nast

    20 de junho de 2015 at 10:56

    Simplesmente FANTÁSTICO.
    Venho lendo alguns artigos sobre Copy ja a algum tempo.
    No entanto, comunicação direta (só sei atrair visitantes por meio de conteúdo de alguns sites) não é o meu forte.

    A pesar de eu saber a ENORME IMPORTÂNCIA de uma comunicação mais direcionada a um grupo de pessoas ou compradores, nunca soube como fazer uma chamada impactante para gerar uma venda.

    Contudo estes 5 Passos são Fantásticos.
    No momento só li os dois primeiro e mais o título do terceiro passo e já deu para entender como é que funciona.

    É tudo muito SIMPLES e ao mesmo tempo MUITO LÓGICO:
    Primeiro você escreve os FATOS e depois os BENEFÍCIOS então a pessoa já se interesse e chega a hora de fazer a OFERTA. FANTÁSTICO. MUITO LÓGICO.

    Parabéns Gustavo. Acho que foi a primeira vez na minha vida que notei que comecei a entender realmente da lógica de uma Copy.

    E o mais emocionante é que as dicas são tão lógicas, simples e diretas que acho que não leva um minuto para que se entenda uma coisa que eu não tinha sacado em mais de um ano.

    • copycon

      21 de junho de 2015 at 09:47

      Olá Afonso, fico muito contente com seu comentário!
      Meu compromisso é com seu resultado! E aos poucos vou fazendo o possível para entregar sempre material que possa realmente contribuir com você e todos que me acompanham!

      Grande abraço!

  2. Pingback: Carta de Vendas em 12 Passos - Copywriting na prática!

  3. Julio Budal

    5 de maio de 2017 at 20:22

    Muito bom, parabéns pelo texto, foi de grande ajuda

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *